Siga por Email

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

O que diz o blog Smurfet

"Fênix, um pássaro capaz de renascer das próprias cinzas. Símbolo de força que a faz transportar em voo cargas muito pesadas. Tal crença existiu em vários povos da antiguidade onde o seu significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim."

É exatamente uma fênix que vejo na protagonista do livro. Cynthia França construiu sua história a partir de Ester, uma mulher admirável e de fibra, que venceu grandes dificuldades na vida, carregando grandes pesos, mas conseguindo superar com o tempo suas maiores dores e seus maiores conflitos. É muito fácil se apaixonar por ela, cheia de virtudes e determinações. Ainda que o livro seja todo envolto de anseios femininos, isto é o que menos importa se você for capaz de perceber a sensibilidade dos personagens e como eles são depositados na trama.

A proximidade com os personagens da história é algo que me impressiona, já que ela cita o tempo todo obras que nos remetem a nós mesmos, como  clássicos de Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade e Machado de Assis. Além disso, boa parte do livro se passou em minha cabeça como um filme, ao som de U2. 

O livro foi escrito de forma simples, mas com um belo enredo em primeira pessoa. A autora escreveu o livro com tanta intimidade que, em alguns momentos do livro, imaginei que ela estivesse contando sua própria história (o que não é totalmente verdade, já que em uma entrevista a autora mencionou que, embora a obra seja ficção, foi inspirada em fatos reais, de sua vida e de outras pessoas).

Parabenizo a autora por ter feito um livro que conseguiu alcançar o seu objetivo de forma simplesmente encantadora. Recomendo a todos.
http://www.smurfet.com/2012/02/resenha-por-linhas-tortas.html






Nenhum comentário:

Postar um comentário