Siga por Email

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O que diz Laiza Bruzadelle, do blog Livro & Riso

Por linhas tortas tem um caráter biográfico, que cativa inteiramente. Se precisasse descrever o livro em uma única palavra, escolheria essa: cativante.

É incrível como somos levados a desfrutar de todas as emoções de Ester – personagem principal –, da felicidade de encontrar aquela pessoa, sua alma gêmea e com ele viver um romance e um casamento cheio de momentos lindos; à tristeza de perder seu chão, de perder o que mais amava e que julgava eterno, de uma vez e subitamente.

É impossível mensurar tamanho sofrimento, mas garanto que não é tão difícil assim se deixar levar pelas lágrimas junto com Ester.
“Se não quisesse sofrer ou sentir qualquer perda em minha vida, a única solução seria não gostar de ninguém, não sentir nada por ninguém, ser indiferente. Caso contrário, a dor era inevitável. E não é com medo de sofrer que se deve viver. Não pode ser. Concluí que o preço a pagar não era tão alto.”
Mas sua história não termina em catástrofe, nem em suicídio, como nos romances clássicos. Ela resolve dar uma reviravolta em sua vida. Sai do comodismo. Muda. Encara a vida de frente. E é recompensada com outra dose de grande amor, regado a amizades verdadeiras e amor familiar.
"Eu precisava encontrar meios de lidar com mais aquela dor e de me sentir feliz também. Não podia esperar que o universo conspirasse a meu favor. Não ia acontecer. Eu precisava conspirar a meu favor. Lembrei-me do que José de Alencar ensinou a muito tempo: 'Tudo passa sobre a terra'. Aquilo também passaria."
Cynthia ainda inclui em seu livro um grande amor pelos clássicos da literatura, sempre citando-os, indicando-os e colocando-os na vida real, fazendo com que eles tenham grande relevância em sua trajetória. Não faz-se necessário a leitura de tais obras pra se apaixonar pelo livro de França, mas a vontade e a curiosidade acabam por despertar o interesse a outras leituras.

Quem vive dizendo por aí que não gosta de literatura brasileira por não contar com o romance, a leitura correta e fácil, história envolvente ou qualquer outro adjetivo atribuído comumente a literatura estrangeira (ou todos eles juntos), certamente não teve o prazer de ler esse livro. 

http://livroeriso.blogspot.com/2012/01/resenha-por-linhas-tortas.html?spref=fb

Nenhum comentário:

Postar um comentário